Você está visualizando uma versão anterior do blog Eberick Next. Mantenha-se informado acessando o novo blog
Acesse http://ebericknext.altoqi.com.br

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Pilares’

Ajustes nos textos do detalhamento dos pilares

19, dezembro, 2012

Criada uma opção para redução da fonte utilizada nas cotas das vistas do detalhamento de pilares pré-moldados, de forma análoga à que existia para as cotas nos cortes. Além disso, algumas dessas cotas foram reposicionadas, visando minimizar sobreposições. Leia mais…

Pré-moldados ,

Ajustes na manipulação dos pilares e fundações

19, dezembro, 2012

Com o Módulo Escadas presente, o programa define se um pilar deve ser considerado como “inclinado” ou não comparando o ângulo formado pelo seu eixo em croquis adjacentes com o valor limite definido no item “Ângulo mínimo para considerar pilar inclinado”, da configuração Dimensionamento – Pilares. Uma vez que esse critério não era adequado no caso de reduções bruscas na seção dos pilares, agora existe uma opção “Verticalidade” específica no lançamento dos pilares, pela qual pode-se definir se um pilar deve ser considerado inclinado ou não. Leia mais…

Ajustes no programa , ,

Determinação dos efeitos localizados usando diagramas M x N x 1/r

8, novembro, 2012

No Release 5, foi implementada a verificação dos efeitos localizados de segunda ordem em pilares parede de seção composta, com o correspondente dimensionamento e detalhamento da armadura. Neste Release, foi implementado o método do pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r, para a determinação dos efeitos de segunda ordem em pilares retangulares. Para completar, os dois recursos foram combinados, fazendo com que a determinação dos efeitos localizados em pilares-parede compostos, no caso da esbeltez da faixa (cuja seção é retangular) ser maior do que 90, possa ser realizada pelo método do pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r referentes à faixa. Leia mais…

Novos recursos ,

Método do pilar-padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r (Parte 2)

29, outubro, 2012

Terminada a implementação do método chamado “pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r”, com o qual a Norma permite o dimensionamento de pilares com esbeltez até 140, na determinação dos efeitos de segunda ordem em pilares retangulares. O usuário poderá escolher o processo de cálculo desejado para cada pilar, diretamente na janela de dimensionamento. Leia mais…

Novos recursos ,

Método do pilar-padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r (Parte 1)

18, setembro, 2012

Hoje, o dimensionamento dos pilares no AltoQi Eberick é efetuado com base em dois métodos aproximados, previstos no item 15.8.3.3 da NBR 6118: o método do pilar-padrão com curvatura aproximada (utilizado nos pilares de seção composta) e o método do pilar-padrão com rigidez aproximada (utilizado nos pilares de seção retangular). Ambos os métodos são limitados pela Norma a pilares com índice de esbeltez menor ou igual a 90, mas utilizados pelo programa até a esbeltez de 140 (emitindo um aviso no detalhamento para valores acima de 90 e limitando para somente uma direção). Agora, para o dimensionamento dos pilares retangulares, está sendo implementado um terceiro método, chamado “pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r”, com o qual a Norma permite o dimensionamento de pilares com esbeltez até 140. Leia mais…

Novos recursos ,

Efeitos localizados em pilares-parede compostos

5, setembro, 2012

No Release 4, foi incluida ao programa a consideração automática dos efeitos localizados de 2ª ordem em pilares-parede, através do procedimento simplificado preconizado no item 15.9.3 da NBR 6118. Além da verificação, o programa aumenta automaticamente a quantidade de barras nas faixas críticas, definindo regiões de reforço na armadura do pilar. Pela complexidade desse procedimento, o recurso foi limitado aos pilares-parede de seção retangular. Nesta versão, foi criado o mesmo recurso para o dimensionamento de pilares-parede de seção composta.

Leia mais…

Novos recursos , ,

Indicação das vistas no corte dos pilares

17, agosto, 2012

No detalhamento dos pilares pré-moldados, é feita a geração de duas vistas, chamadas B e H, além dos cortes na seção transversal. Para facilitar o entendimento, especialmente no caso de pilares simétricos, foi incluído no corte da seção a representação da posição das vistas B e H. Leia mais…

Pré-moldados , ,

Consolos para laje alveolar (Parte 2)

25, junho, 2012

Completado o recurso que criou o novo tipo “laje alveolar” para os consolos, com o detalhamento da seção e da armadura desse consolo junto ao detalhamento do pilar. Conforme colocado na Parte 1, esse tipo de consolo é armado apenas pelo tirante, sem estribos horizontais ou verticais. Além disso, não é feita verificação dos aparelhos de apoio nem a inclusão de pinos de ancoragem. Leia mais…

Pré-moldados , ,

Efeitos de 2ª ordem localizados em pilares-parede (Parte 4)

20, junho, 2012

Finalizando o recurso de verificação automática dos efeitos localizados de segunda ordem em pilares-parede retangulares, foi feita a indicação da faixa de reforço da armadura no detalhamento dos pilares, quando necessária, e o tratamento dos grampos de proteção contra flambagem das barras, cuja distribuição também precisou levar em conta o espaçamento não uniforme das barras. Essa distribuição foi tratada, também, na indicação de espera para pilares no detalhamento das vigas.

Leia mais…

Novos recursos ,

Efeitos de 2ª ordem localizados em pilares-parede (Parte 3)

1, junho, 2012

Para a consideração automática dos efeitos localizados de segunda ordem em pilares-parede, não é suficiente fazer uma verificação isolada de uma faixa do pilar. Essa verificação precisa ser integrada ao processo iterativo de determinação da armadura final do pilar, de forma a fazer com que o programa obtenha uma distribuição tal de barras em sua seção que atenda tanto à verificação da seção completa como à verificação por faixas. As limitações de espaçamento das barras e taxa de armadura também precisam considerar a distribuição não uniforme das barras. Leia mais…

Novos recursos ,