Você está visualizando uma versão anterior do blog Eberick Next. Mantenha-se informado acessando o novo blog
Acesse http://ebericknext.altoqi.com.br

Arquivo

Textos com Etiquetas ‘Dimensionamento’

Ajuste no critério das regiões adicionais de armadura das lajes

14, dezembro, 2012

Devido ao fato do programa calcular as regiões internas de armaduras superior das lajes em duas direções, adotando para a direção secundária (“Y”) sempre um braço de alavanca menor, a armadura superior das lajes na sua direção Y, em muitos casos, era superior à armadura de continuidade calculada na mesma direção. Isso gerava algumas regiões adicionais no detalhamento das lajes (nos casos em que uma região interna de armadura estivesse sobreposta a de continuidade). Agora, foi feito um ajuste nesse critério, para fazer com que o dimensionamento da armadura de região superior na direção Y seja feito com o braço de alavanca reduzido apenas nos casos em que for efetivamente necessária a região adicional, eliminando algumas regiões desnecessárias do detalhamento. Leia mais…

Ajustes no programa , , ,

Determinação dos efeitos localizados usando diagramas M x N x 1/r

8, novembro, 2012

No Release 5, foi implementada a verificação dos efeitos localizados de segunda ordem em pilares parede de seção composta, com o correspondente dimensionamento e detalhamento da armadura. Neste Release, foi implementado o método do pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r, para a determinação dos efeitos de segunda ordem em pilares retangulares. Para completar, os dois recursos foram combinados, fazendo com que a determinação dos efeitos localizados em pilares-parede compostos, no caso da esbeltez da faixa (cuja seção é retangular) ser maior do que 90, possa ser realizada pelo método do pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r referentes à faixa. Leia mais…

Novos recursos ,

Método do pilar-padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r (Parte 2)

29, outubro, 2012

Terminada a implementação do método chamado “pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r”, com o qual a Norma permite o dimensionamento de pilares com esbeltez até 140, na determinação dos efeitos de segunda ordem em pilares retangulares. O usuário poderá escolher o processo de cálculo desejado para cada pilar, diretamente na janela de dimensionamento. Leia mais…

Novos recursos ,

Método do pilar-padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r (Parte 1)

18, setembro, 2012

Hoje, o dimensionamento dos pilares no AltoQi Eberick é efetuado com base em dois métodos aproximados, previstos no item 15.8.3.3 da NBR 6118: o método do pilar-padrão com curvatura aproximada (utilizado nos pilares de seção composta) e o método do pilar-padrão com rigidez aproximada (utilizado nos pilares de seção retangular). Ambos os métodos são limitados pela Norma a pilares com índice de esbeltez menor ou igual a 90, mas utilizados pelo programa até a esbeltez de 140 (emitindo um aviso no detalhamento para valores acima de 90 e limitando para somente uma direção). Agora, para o dimensionamento dos pilares retangulares, está sendo implementado um terceiro método, chamado “pilar padrão acoplado a diagramas M x N x 1/r”, com o qual a Norma permite o dimensionamento de pilares com esbeltez até 140. Leia mais…

Novos recursos ,

Efeitos localizados em pilares-parede compostos

5, setembro, 2012

No Release 4, foi incluida ao programa a consideração automática dos efeitos localizados de 2ª ordem em pilares-parede, através do procedimento simplificado preconizado no item 15.9.3 da NBR 6118. Além da verificação, o programa aumenta automaticamente a quantidade de barras nas faixas críticas, definindo regiões de reforço na armadura do pilar. Pela complexidade desse procedimento, o recurso foi limitado aos pilares-parede de seção retangular. Nesta versão, foi criado o mesmo recurso para o dimensionamento de pilares-parede de seção composta.

Leia mais…

Novos recursos , ,

Pino e neoprene nos consolos discretos

9, agosto, 2012

Incluído o dimensionamento e detalhamento de aparelhos de apoio e pinos de ancoragem, com critérios análogos aos adotados na ligação entre vigas e consolos nos pilares, também para os consolos discretos definidos nas vigas, para apoio de outras vigas. Leia mais…

Pré-moldados , , ,

Consolos discretos nas vigas (Parte 2)

16, julho, 2012

Continuando o desenvolvimento do recurso que permitirá a definição de consolos discretos nas vigas (para apoio de outras vigas), foi implementado o tratamento da geometria do consolo na montagem do modelo da estrutura. Isto é necessário para a que a excentricidade na aplicação da carga seja transmitida corretamente à viga de apoio. Foram obtidos os esforços para dimensionamento dos consolos e tratado o dimensionamento das vigas envolvidas, de forma a considerar a largura correta de apoio e permitir o seu detalhamento. Leia mais…

Pré-moldados , , ,

Efeitos de 2ª ordem localizados em pilares-parede (Parte 3)

1, junho, 2012

Para a consideração automática dos efeitos localizados de segunda ordem em pilares-parede, não é suficiente fazer uma verificação isolada de uma faixa do pilar. Essa verificação precisa ser integrada ao processo iterativo de determinação da armadura final do pilar, de forma a fazer com que o programa obtenha uma distribuição tal de barras em sua seção que atenda tanto à verificação da seção completa como à verificação por faixas. As limitações de espaçamento das barras e taxa de armadura também precisam considerar a distribuição não uniforme das barras. Leia mais…

Novos recursos ,

Escadas plissadas (Parte 3)

29, maio, 2012

Continuando o desenvolvimento do recurso para projeto de escadas plissadas, foi implementado o detalhamento da armadura longitudinal dessa escada, na forma de laços contínuos. Deve-se destacar que essa solução de detalhamento deve ser avaliada com cuidado. Foi incluída uma verificação de diâmetro máximo, para evitar o uso de bitolas cujo dobramento seria inviável na espessura da escada. Agora, está sendo tratado o detalhamento da armadura das continuidades, ajustado o detalhamento da armadura secundária e tratadas as condições de ligação do lance de escada com seus apoios. Junto com estes ajustes, será tratada também o detalhamento desta escada com estribos. Leia mais…

Novos recursos , ,

Alças de içamento nos pilares

25, maio, 2012

Da mesma forma como feito para as vigas, foi implementado o dimensionamento e detalhamento das alças de içamento nos pilares pré-moldados. Os critérios de dimensionamento são os mesmos, variando apenas a representação no detalhamento. No caso dos pilares, o programa define a direção de içamento pela face com menor número de consolos. Leia mais…

Pré-moldados , ,