Página Inicial > Recursos novos > Representação das fundações na planta de forma (Parte 2)

Representação das fundações na planta de forma (Parte 2)

Escrito em 06/08/2010, por Maycom Carlos Deimling

Compelementando o recurso de representação das fundações na planta de forma, foi incluí­da a possibilidade de fazer com que o desenho do contorno externo das fundações seja ajustado na intersecção com as vigas ligadas ao pilar de fundação correspondente. Esta opção vai estar presente através do menu “Configurações - Forma - Pilares”.

http://blogeberick.altoqi.com.br/next1/wp-content/uploads/2010/07/doc_formas_tratar_viga.gif

Representação da seção das fundações na planta de formas com tratamento da intersecção com vigas

Outras etapas deste recurso:

Categorias: Recursos novos Tags: , ,

  1. 6, agosto, 2010 em 16:09 | #1

    Essa ferramenta facilitará nosso trabalho pois será menos uma sobreposição de plantas que seria feita manualmente em Cad. Seria pedir muito se ajustassem também os textos dos pilares para que fiquem sempre fora dos desenhos? Isso seria um adianto grande no nosso serviço porque ficar arrumando textos de vigas e pilares embolados com desenhos depois do cálculo pronto é um tédio! O desenho de armação das lajes no eberick também sai bem embolado. Se puderem melhorar a parte de desenhos do software será ótimo. Ah, Se incluirem uma ferramenta para converter as pranchas em pdf diretamente no software ai o Eberick vai “matar a pau”.

  2. 6, agosto, 2010 em 16:23 | #2

    Mto bom, facilitara um trabalho que ate entao era feito manualmente. Por falar em fundacoes, gostaria de ver no Eberick o recurso de podermos calcular e detalhar a viga baldrame, ou de fundacao dependendo da região, embutida no bloco, e o detalhamento dessas vigas contemplando isso.
    Att,

  3. 6, agosto, 2010 em 16:25 | #3

    Ronaldo

    Boa tarde

    Seria possivel ajustar tambem as vigas na intersecção dos blocos, para a situação onde as vigas tem a mesma cota da face superior dos blocos.

    Da forma que esta apresentado, para o caso do bloco, a vista em planta entende-se que a viga esta cima do nivel do bloco.

    Robson

  4. 6, agosto, 2010 em 17:57 | #4

    Pedido solicitado anteriormente, neste Blog.

    Pedido atendido.

    Parabéns í  equipe de desenvolvimento.

  5. 6, agosto, 2010 em 18:28 | #5

    Concordo c/ o Alexandre e solicito novamente o que ja foi postado no blog: ficar ajustando texto embolado e/ou remontado é algo improdutivo.

  6. 6, agosto, 2010 em 19:21 | #6

    @RPM Engenharia SC Ltda
    Concordo com a necessidade dessa opção.
    Será possí­vel configurar assim Ronaldo ???

  7. Renato Costa
    7, agosto, 2010 em 15:57 | #7

    concordo com as sugestões do @Dermeval e @RPM Engenharia.

  8. 7, agosto, 2010 em 18:00 | #8

    Boa Tarde a Todos,
    Esta ficando bom.
    O ajuste das intersecção ficou bom. Agora vamos melhorar a sobreposiçao do texto dos Pilares e vigas.
    Eng. Jair Mariano Pacheco.
    Abraços.

  9. 7, agosto, 2010 em 18:52 | #9

    Apenas fazendo eco í s solicitações feitas pelos colegas @RPM Engenharia SC Ltda , @Dermeval Ramos Neto , @Renato Costa e @Jair Mariano Pacheco .
    Acho que o ajuste do desenho deveria levar em consideração, necessariamente, a cota da face superior das vigas e das fundações, sejam blocos, sapatas, arrasamento dos tubulões etc.

  10. 9, agosto, 2010 em 10:30 | #10

    Bom dia a todos,
    Na situação das vigas junto í s fundações, optamos por desenhar a forma da viga sempre até o ponto em que ela realmente se apóia. Desta forma, nas situações em que uma viga se apóie em outra viga, mas dentro da área da fundação, o programa irá desenhar o ponto de encontro das mesmas dentro da projeção do fundação. Caso o Eberick interrompesse o desenho na face da fundação, poderia gerar confusão no ponto de apoio.
    Quanto a sobreposição dos textos isso engloba um número grande de situações, mas é possí­vel de ser feito (está anotado). Provavelmente estes ajustes de sobreposição de texto serão feitos por partes, tratando detalhamentos, planta de formas, planta de locação e assim por diante.

  11. 9, agosto, 2010 em 12:28 | #11

    @Moderador Blog Eberick
    Não concordo quanto a “gerar confusão no ponto de apoio”.
    Essa questão tem de ser tratado pelo usuário no croqui de lançamento, aí­ concordo que deva ser assim.
    No caso da representação gráfica, se a face superior de vigas e blocos estiverem no mesmo ní­vel fica incorreto representar as linhas de faces das vigas seguindo até o pilar.
    Seria a questão de representar corretamente, pois caso contrário poderá dar margem a interpretação diversa, ou seja, pode supor que a viga esteja em ní­vel acima do bloco.
    A meu ver essa questão vai ser importante na análise de profissionais da engenharia/arquitetura. Na obra, os funcionários dificilmente sequer notarão a diferença entre um e outro, quanto mais identificar o que ocorre pelo desenho.
    Vejamos o que dizem os colegas.

  12. Renato Costa
    9, agosto, 2010 em 12:36 | #12

    @Dermeval, estou contigo: seria a questão de representar corretamente - se a face superior de vigas e blocos estiverem no mesmo ní­vel fica incorreto representar as linhas de faces das vigas seguindo até o pilar.

  13. 9, agosto, 2010 em 13:32 | #13

    @Dermeval Ramos Neto ,

    @Renato Costa
    Boa tarde a todos.

    Tambem concordo com o que disseram.
    A questão é puramente de interpretação de desenho e não de apoio.
    No desenho de armaduras dos elementos estará mostrando os pontos de apoios das vigas, inclusive indicando o nome dos pilares e ou vigas.
    Penso que o mesmo tratamento deve ser dado para vigas apoiando sobre vigas.

    Robson

  14. 9, agosto, 2010 em 14:26 | #14

    Colegas, Senhores Moderadores, boa tarde.

    Não sei se estou postando no local adequado, mas um recurso importante que está faltando no Eberick é o de lançamento de vigas/rampas inclinadas do pavimento corrente para qualquer outro pavimento. Atualmente, o lançamento do nó inicial se dá no pavimento corrente e o nó final no pavimento (ou pavimento intermediário) imediatamente inferior. Isto é uma limitação que causa inúmeros problemas, principalmente com escadas de patamares que não estão no mesmo ní­vel ou coberta inclinadas. Um abraço a todos.

    Thiago Araújo

  15. 9, agosto, 2010 em 18:38 | #15

    Thiago, no iní­cio do blog foi criado um brainstorm, mas esse post está fechado já. Como ainda não existe um local de debate cada um dá uma “postada” onde acha interessante. Creio que a Altoqi deve resolver isso em breve.
    Abraços, Cristiano

  16. 9, agosto, 2010 em 19:53 | #16

    @Cristiano Sesti Rochedo

    Deus lhe ouça…

    Estou começando a suspeitar que os 8 Releases previstos para esse Versão NEXT não vão ser suficentes.

  17. 10, agosto, 2010 em 11:19 | #17

    Só uma duvida em relação aos eixos da locação (desculpem por não o assunto ideal deste topico). Seria possivel providenciar esse recurso: em um projeto inclinado configurar um angulo para que as locação propriamente dita saia reta. (assim haveria menos eixos e ficaria menos confuso a locação).

  18. 10, agosto, 2010 em 11:41 | #18

    Muito boa a colocação do colega Cicero Thiago. Também sinto falta deste recurso (lançamento de vigas/rampas inclinadas do pavimento corrente para qualquer outro pavimento), pois tive vários projetos em que existiam duas escadas no mesmo pavimento mas com geometrias diferentes. O jeito sempre foi calcular uma delas num croqui a parte.

  19. 10, agosto, 2010 em 19:24 | #19

    Olá @Fabio Parente Martins Santos ,
    Estamos anotando a sua solicitação, sendo que este recurso provavelmente será implementado juntamente com outras ferramentas e recursos que auxiliem na elaboração de projetos inclinados.

  20. 12, agosto, 2010 em 09:40 | #20

    Ronaldo, poderia aproveitar o embalo e permitir a exportação do croqui junto com a forma, principalmente nos projetos de reforma.

  21. 6, setembro, 2010 em 14:40 | #21

    Cristiano Sesti Rochedo :Ronaldo, poderia aproveitar o embalo e permitir a exportação do croqui junto com a forma, principalmente nos projetos de reforma.

    Reitero meu pedido para que seja opcional ao usuário exportar junto com a forma o dxf inserido no croqui.

  22. 4, dezembro, 2010 em 11:32 | #22

    Acho que o tratamento para intersecção das vigas deveria ser feito também para as estacas.

  1. Nenhum trackback ainda.
Os comentários estão fechados.