Página Inicial > Melhorias nos recursos existentes > Indicação dos pilares nos eixos da locação

Indicação dos pilares nos eixos da locação

Escrito em 18/05/2010, por Micheli Maria Mohr

Criada uma opção, através da qual o programa passa a exibir, ao lado dos eixos da planta de locação, o nome dos pilares referenciados por aquele eixo. Isso inclui os pilares que estão exatamente na posição do eixo e aqueles considerados próximos, nos quais o programa insere uma cota em relação í  posição do eixo em questão.

Os pilares serão identificados no sentido de leitura, ou seja, da esquerda para a direita na horizontal, e de baixo para cima no sentido vertical.

http://blogeberick.altoqi.com.br/next1/wp-content/uploads/2010/05/locacao_identificar_pilares_eixo.gif

Planta de locação com indicação dos nomes dos pilares nos eixos

Tópicos relacionados:

Categorias: Melhorias nos recursos existentes Tags: ,

  1. 18, maio, 2010 em 10:05 | #1

    Boa, vai auxiliar bastante. só 2 perguntas: o tamanho desse texto vai poder ser controlado independente de outros elementos? Existe uma forma de configurar a quebra de texto? digo isso para saber quantos textos virão escritos na mesma linha.

  2. 18, maio, 2010 em 10:08 | #2

    Valeu pessoal!! Pra mim ficou legal!!

    Felicidades a todos e cordiais:
    Saudações Cristãs
    Conrado JMM

  3. 18, maio, 2010 em 10:17 | #3

    Muito bom,
    auxilia bastante na obra, pois faz parte do cotidiano.

    att

    Evani

  4. Geraldo Rosa Marques
    18, maio, 2010 em 10:58 | #4

    Parabéns a toda equipe, é assim que deve ser a locação. Pergunto se alem da configuração do texto (Cristiano)se é possivél confifurar a forma de apresentação, exemplo P1-P5-(15,5) sendo o valor entre parentese a cota no eixo x ou y

  5. 18, maio, 2010 em 15:44 | #5

    Sob o titulo de melhorias de recursos existentes, gostaria de lembrar que em 2007, solicitei correções para um tipo de laje muito usado no Rio denominado “prelaje”, que consiste em painel treliçado com enchimento. Na época, foi dada uma solução alterando-se as dimensões dos blocos de enchimento e tratando como premoldada treliçada. O problema é que tanto a forma quanto o detalhe de corte gerados são incorretos, e precisam ser corrigidos no desenho de forma. Seria interessante que os desenhos já saissem corretos.

  6. 18, maio, 2010 em 15:53 | #6

    Para otimizar o uso de papel (tamanho da prancha) penso que seria interessante a possibilidade de iniciar o texto dos pilares abaixo da coordenada do eixo, alinhado a esquerda. Assim ficaria ordenada/abscissa acima da linha de eixo e relação de pilares abaixo.
    Complementando, poder-se-ia configurar uma quebra de texto, @Cristiano Sesti Rochedo , tipo “número de pilares por linha”.

  7. 18, maio, 2010 em 17:15 | #7

    Cara Micheli, Ronaldo e equipe AltoQi,

    Fico feliz em ver este recurso sendo implementado. Quando o Ronaldo entrou em contato comigo (por telefone) no iní­cio do Next foi uma das sugestões que fiz, tendo enviado alguns desenhos a ele.
    A opção de que os nomes apareçam é ótima, eu sugeriria que (como o Geraldo questionou) a forma de apresentação pudesse ser configurada ou que fosse adotado da forma como enviei (e enviei mais arquivos recentemente, também sugerindo modificações para fundações e tubulões em meia-lua para divisa).

    Minha sugestão é a de que ao final do eixo tenha-se a cota acumulada do eixo, um espaço, um traço de hifem, um espaço e a sequência com os nomes dos pilares, podendo estes nomes serem separados por dois espaços. Faço um exemplo abaixo de como apareceria ao final da linha do eixo (conforme o desenho que enviei por e-mail):

    ———- 2596.5 - P1 P23 P26 P32 P47

    As linhas de cota também deveriam, ao seu final, se abrirem “em leque”, de forma que não haja sobreposição de textos. Por favor, revejam as plantas de locação que enviei para o e-mail do Eng. Ronaldo.

    Gostei de ver a implementação, mas acho que há melhores representações nos exemplos que enviei e que seguem o raciocí­nio acima.

    E no caso dos eixos criados, como o eixo de divisa, como ficaria a indicação? Eu sugiro conforme abaixo, seguindo o mesmo padrão dos pilares:

    ———- Divisa do terreno

    Repito, que bom ver isto implementado, mas enfatizo que acho que a representação pode ser melhorada.

    Abraços a todos.

  8. 18, maio, 2010 em 18:26 | #8

    @Ivan Bueno
    Não concordo. Veja que no exemplo aqui a distância do eixo A até o final do texto dos pilares já fica bem próxima da distância do eixo A ao E. Isso com um texto para apenas 4 pilares. Imagina isso com uns 8 a 10 pilares.
    Acho que, esteticamente, a prancha fica prejudicada. Na obra, mais difí­cil de ler. No bolso, mais cara.

  9. Renato Costa
    18, maio, 2010 em 18:45 | #9

    Apesar do colega @Ivan ter sido bem preciso nos comentários, estou mais com o @Dermeval e o @Cristiano nessa. Eu inclusive acho que essa abertura “em leque”, visualmente, é horrí­vel.

  10. Antonio Carlos Cisilin Silvello
    18, maio, 2010 em 21:50 | #10

    Com todo respeito a opinição do Ivan, tb concordo com o exposto pelo Demerval e Cristiano, a leitura no canteiro de obra dessa forma me parece mais limpa

  11. 19, maio, 2010 em 08:16 | #11

    Concordo com os colegas, também não gosto da apresentação em leque. Mas concordo com o Ivan a respeito da COTA ACUMULADA. Isto facilita muito a locação.

    Felicidades todos e cordiais:
    Saudações Cristãs
    Conrado JMM

  12. 19, maio, 2010 em 09:34 | #12

    Caros Demerval, Renato, Antônio e Conrado,
    A visualização “em leque” não é realmente “bonita”, mas é extremamente prática. Quanto ao tamanho da sequência de pilares, uma das sugestões que mandei em desenho pra AltoQi mostrava uma destas situaçõs e nela os pilares eram divididos em linhas quando ultrapassasse um determinado tamanho.
    A questão do “leque” é para que não ocorra a sobreposição dos textos. Se tiverem interesse de ver uma locação minha já trabalhada para terem uma idéia do que eu proponho, entrem em contato comigo pelo meu e-mail hiefe-engenharia@uol.com.br e mando pra vocês verificarem as minhas propostas, ok?
    Abraços a todos.

  13. 19, maio, 2010 em 09:42 | #13

    Bom dia Cristiano, Geraldo e demais colegas,
    - Os textos serão apresentados em uma linha, utilizando o tamanho e tipo de fonte configurada para os eixos de locação (vale para o texto da coordenada e do nome dos pilares).
    - A forma de apresentação, a princí­pio é fixa, não permitindo, por exemplo, a opção “P1-P5-(15,5)”.

  14. 19, maio, 2010 em 09:44 | #14

    Em complemento ao dito acima,
    Vale lembrar que esta opção seria configurável. Uma sugestão para “encurtar” o comprimento do texto, além de dividi-lo em linhas, seria fazer com que sequências de pilares aparecessem resumidamente, como P1 a P22 / P32 / P37 a P45. Vamos pensando.

  15. 19, maio, 2010 em 09:51 | #15

    @Ivan Bueno
    Gostaria de saber como está o desenvolvimento para esta questão aqui e a não sobreposição dos textos para representação de todos os eixos. Lembro também (daí­ para quem não gosta do tal “leque”) que representar todos os eixos é algo configurável. Quem não gosta, não usa.
    Eu tinha lhe enviado duas opções de representação dos nomes dos pilares: uma próxima a esta proposta, mas conforme minha sugestão acima e onde havia os tais “leques” esteticamente ordenados (acreditem, não ficou feio e ficou funcional) e aquela outra sugestão que suprimia os nomes dos eixos e rotacionava os eixos com linhas de chamada de forma que eles não eram sobrepostos e não ficavam longos demais. Isto está sendo também considerado?
    Abraços.

  16. 19, maio, 2010 em 09:52 | #16

    @Moderador Blog Eberick - Ronaldo Parisenti
    O comentário acima era direcionado a você, Ronaldo, mas cliquei errado!

  17. 19, maio, 2010 em 09:54 | #17

    @Ivan Bueno
    Bom dia Ivan,
    As cotas “em leque” ainda estão em discussão se entram ou não. Conforme foi comentado, se for feito, será configurável, uma vez que diversos usuários, de imediato não aprovaram a idéia (as vezes talvez por não terem vislumbrado bem a situação ou mesmo porque para o tipo de obras que fazem, este tipo de locação não lhes é interessante). De todo o modo, esta opção dos textos “em leque” que chamamos aqui, ainda não entrou para o projeto (pode entrar, mas vai depender de outros recursos e prioridades também).

  18. 19, maio, 2010 em 09:55 | #18

    Conrado José Moreira Macedo :
    “…Mas concordo com o Ivan a respeito da COTA ACUMULADA. Isto facilita muito a locação.”

    Sobre as cotas acumuladas, que muitos já sugeriram, gostaria de discorrer um pouco sobre o assunto.
    - Quando for definido uma coordenada de origem da locação coincidente com um dos “cantos” da edificação, os valores das coordenadas serão as próprias cotas acumuladas (mesmo que o ponto de referencia para locação esteja fora da edificação, os valores dos eixos coordenadas ficaram “amarrados a aquele ponto”, funcionando como cota acumulada daquele ponto).
    - Com esta cota acumulada citada, pretende-se poder substituir os eixos coordenados ou apresentar as duas informações na mesma locação (nesse caso, desenhando as cotas acumuladas a partir de um ponto diferente do ponto de origem dos eixos de locação)?

  19. 19, maio, 2010 em 10:00 | #19

    Ronaldo, se garimparmos todas as msg dá para ver que todos querem pelo menos definir o tamanho da linha de quebra. Será que já não dá para implementar antes de liberar?

  20. 19, maio, 2010 em 11:26 | #20

    @Cristiano Sesti Rochedo
    Concordo plenamente.
    @Moderador Blog Eberick - Ronaldo Parisenti
    Note que mudando o ponto de inserção do texto dos pilares já melhora muito. Ao invés de inserir após o final do eixo, inserir abaixo destes, alinhado a esquerda com a cota (que está acima do eixo).
    Sem querer dar “pitaco” no trabalho do pessoal da TI acho simples implementar isso. Basta mudar o ponto de inserção.

  21. 19, maio, 2010 em 12:54 | #21

    @Dermeval Ramos Neto
    Muito bem! A forma que considero mais funcional é fazendo as cotas acumuladas ao lado do nome dos pilares, pois na hora de escrever os valores no gabarito o que interessa inicialmente são apenas os valores.
    Quando há sobreposição, eu empilho manualmente os textos na locação, de forma que os textos não ficam necessariamente sobre as linhas. É impossí­vel fazer de outra forma senão os textos ficam embaralhados.

  22. 19, maio, 2010 em 13:05 | #22

    Meus parabéns!!! Demorou pra implementar esse recurso essencial! Porém essa representação só funciona quando temos um projeto com pilares alinhados. Se os pilares estiverem desalinhados vai haver uma grande confusão na leitura e será impossí­vel evitar o erro na obra. Reforço seriamente que o mais correto é indicar os nomes dos pilares AO LADO das cotas acumuladas, mantendo a opção atual, que realmente ficou mais apresentável.

  23. 19, maio, 2010 em 17:03 | #23

    @Roger Scapini Marques
    Caro Roger,
    Eu sempre trabalho com a representação de todos os eixos e, da forma como represento, nunca houve confusão. Num post meu acima eu me ofereci para enviar exemplos de locações como eu utilizo a quem se interessar em ver. São os arquivos que enviei ao Eng. Ronaldo Parisenti no iní­cio do Next e que espero ver implementados. Se tiver interesse, escreva-me solicitando os arquivos para meu e-mail hiefe-engenharia@uol.com.br. Enviarei com o maior prazer para quem quiser e assim podermos trocar ainda mais idéias a respeito.

  24. 20, maio, 2010 em 09:24 | #24

    Estamos anotando as sugestões relativas a este post e acompanhando as discussões na busca das melhores opções, para então avaliar bem alterações, se forem necessarias.

  1. 18, maio, 2010 em 15:28 | #1
  2. 28, julho, 2013 em 20:08 | #2
  3. 28, julho, 2013 em 20:28 | #3
  4. 28, julho, 2013 em 21:04 | #4
  5. 28, julho, 2013 em 21:10 | #5
  6. 28, julho, 2013 em 21:11 | #6
  7. 28, julho, 2013 em 21:11 | #7
  8. 28, julho, 2013 em 21:24 | #8
  9. 28, julho, 2013 em 21:24 | #9
  10. 28, julho, 2013 em 21:30 | #10
  11. 28, julho, 2013 em 21:31 | #11
  12. 28, julho, 2013 em 21:31 | #12
  13. 28, julho, 2013 em 21:32 | #13
  14. 28, julho, 2013 em 21:32 | #14
  15. 28, julho, 2013 em 21:37 | #15
  16. 28, julho, 2013 em 21:43 | #16
  17. 28, julho, 2013 em 21:50 | #17
  18. 28, julho, 2013 em 21:55 | #18
  19. 28, julho, 2013 em 21:55 | #19
Os comentários estão fechados.